Obediência Parcial

    O texto abaixo copiei do livro: “Segundo o Coração de Deus – Luís Palau” – recomendo a leitura, muito bom.

O rei Saul estava se preparando para lançar um ataque ao velho inimigo de Israel, o povo amalequita. Deus já dissera:

    “Os amalequitas são meus inimigos, e quero que sejam totalmente destruídos — todos os seres vivos. Eles se recusaram a auxiliar os filhos de Israel quando estes saíam do Egito. E agora, passados muitos anos, eles se acham totalmente corrompidos. Não deixem nenhum deles vivo — destruam tudo.”

As instruções eram bem claras. Então Saul e seus exércitos marcharam contra os amalequitas e os destruíram… bem, quase. Eles arrasaram tudo, entretanto não mataram o rei e ainda guardaram as melhores reses, e conservaram algumas coisas de valor, como ouro e tesouros. Mas o resto — as coisas de menor valor — obediente mente destruíram e queimaram. Então, os israelitas incen¬diaram todos os povoados dos amalequitas, mas saí¬ram levando algumas coisinhas de valor, pois acha¬ vam que eram muito boas para se perderem. E além disso, não se pode matar um rei. Será que Deus iria ficar satisfeito com essa reinterpretação de suas ordens? Veja o que está escrito:

    “Então veio a palavra do Senhor a Samuel, dizen¬do: Arrependo-me de haver constituído rei a Saul; porquanto deixou de me seguir, e não executou as minhas palavras. Então Samuel se contristou, e toda a noite clamou ao Senhor. Madrugou Samuel para encontrar a Saul pela manhã; e anunciou-se àquele: Já chegou Saul ao Carmelo, e eis que levantou para si um monumento, e, dando volta, passou e desceu a Gilgal. Veio, pois, Samuel a Saul, e este lhe disse: Bendito sejas tu do Senhor; executei as palavras do Senhor. Então Disse Samuel: Que balido, pois, de ovelhas é este nos meus ouvidos, e o mugido de bois que ouço?” ( 1 Sm 15.10-14).

É bom observar que isso não foi um ato de total desobediência por parte de Saul. Não é que ele tenha virado para Samuel e dito: “Olhe aqui, Samuel. Eu não tenho coragem de matar esses amalequitas. Não tenho mesmo. É um servicinho muito sujo — muito sangrento. Não vou fazer isso, não.” Mas ele não falou tal coisa. Fez o que Deus mandou — com exceção de alguns detalhes. Não foi uma rebeldia frontal contra Deus. Foi uma obediência parcial. Ele não cumpriu as ordens divinas na íntegra. Muitos crentes também agem assim. Normalmen¬te não são os pecados grosseiros ou imoralidades gritantes que destroem os crentes. É uma “obediência parcial”. Notemos também que Deus não considerou irre¬levante a obediência parcial de Saul, e por intermédio de Samuel disse-lhe: — Isso que você fez é rebelião! Rebelião? Essa palavra não é um tanto forte aí? Foi o que Saul pensou. — Quem rebelou? Eu não, Samuel. Eu fui à guerra. Matei os amalequitas. O país deles está todo incendiado. E reservamos apenas algumas ovelhas e vacas, e também não matamos o rei. Isso é tão importante assim? Mas Deus havia dito: “Arrase tudo.” Não cabia a Saul decidir o que iria e o que não iria fazer. Deus não lhe pedira que fizesse uma avaliação pessoal do serviço, nem uma reinterpretação própria das ordens dele. Pedira que obedecesse. “Prosseguiu Samuel: Porventura, sendo tu peque¬no aos teus olhos, não foste por cabeça das tri¬bos de Israel, e não te ungiu o Senhor rei sobre ele? Enviou-te o Senhor a este caminho, e disse: Vai, e destrói totalmente a estes pecadores, os amalequitas, e peleja contra eles, até exterminá-los. Por que, pois, não atentaste à voz do Senhor, mas te lançaste ao despojo, e fizeste o que era mal aos olhos do Senhor?” (1 Sm 15.17-19.) E deve ter sido com muita tristeza na voz que o profeta conduziu aquela confrontação com o rei. Samuel se entristeceu muito, e Deus também. — Ah, Saul, filho de Quis, Deus o escolheu e selecionou no meio de todas as tribos de Israel. Embora você mesmo se achasse insignificante e sem importância, o Deus de seus pais o escolheu para lhe dar uma bênção sem precedentes. E no momento em que derramei o óleo da unção sobre sua cabeça, Deus também derramou honras, privilégios e favores sobre você. E não fez apenas isso; ele derramou a si mesmo em sua vida. Ele lhe concedeu o seu Espírito, para ser seu Companheiro, seu Guia, sua Força constante. Então, como você pode virar as costas a tudo isso, apenas para satisfazer seus anseios egoístas? Saul havia distorcido a Palavra de Deus, para fazê-la encaixar-se em suas idéias. Ele a modificara para que ela ficasse de acordo com sua forma de pensar, e fizera isso tão bem que quase ia enganando até a si mesmo. — Espere aí! Bradou ele. Eu obedeci sim à ordem do Senhor. Arrasei aqueles amalequitas. Olhe, aqui estão o rei deles e também algumas de suas melhores reses que desejamos sacrificar ao Senhor. “Porém Samuel disse: Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obsti¬nação é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do Senhor, ele tam¬bém te rejeitou a ti, para que não sejas rei.” (1 Sm 15.22,23.) O mesmo se aplica a nós. Deus não está interes¬sado em nossas demonstrações ruidosas nem em nosso palavreado espalhafatoso. Ele quer de nós apenas uma simples obediência. Uma obediência total — de coração. Viajando com minha equipe evangelística tenho observado essa obediência parcial na vida de muitos crentes em todo o mundo. As pessoas abandonam alguns pecados de que na verdade não gostam. Mas conservam consigo algumas coisinhas melhores, e dizem: — Ah, não precisamos ser extremistas. É claro que não é errado ficar com algumas coisinhas. É claro que você não faria muita coisa errada; somente “daria umas voltinhas”. — Não; eu não seria capaz de ir a uma boate; mas é claro que ler umas pornografias não faz mal a ninguém. É um simples pedaço de papel. E assistir a certos programas de televisão também não pode ser tão errado assim. Afinal, a gente precisa saber o que o mundo anda pensando, não é verdade? Isso não é o mesmo que cair no mundão. E assim cedemos um centímetro aqui, meio metro ali, e antes que percebamos já estamos fora da corrida. Perdemos o poder; perdemos a unção. Embora Saul continuasse sendo o rei, na verdade seu reinado fora cancelado. Depois disso, ninguém mais lhe dava muita atenção. O povo sabia que tudo acabara para ele. Até seu próprio filho chegou a dizer: — Meu pai já perdeu tudo. Depois de haver-se desviado muito da rota traçada por Deus, Saul acabou derrotado e encurralado em estradas secundárias, estradas erradas. A Bíblia afirma que “a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria”. Em outras palavras, aos olhos de Deus, a rebelião é como a prática do ocultismo. Quando sabemos que alguém se está imiscuindo com o ocultismo, abanamos a cabeça e dizemos: — Ocultismo? Ah, nunca farei isso… É claro que devemos rejeitar totalmente essas coisas. Mas a verdade é que Deus diz que, quando nos rebelamos, isto é, quando conscientemente prestamos uma obediência parcial, estamos nos associando a demônios. E depois ele diz também: “A obstinação é como a idolatria.” Às vezes ficamos horrorizados ao ver uma pessoa rezando diante da imagem de um santo. E nos sentimos chocados ao saber que um pagão adora o sol e a lua. Mas a Bíblia diz que ser obstinado perante Deus é o mesmo que se prostrar diante de Buda. Deus tem-lhe falado sobre alguma questão de sua vida? Cuidado para não continuar seguindo a estrada da resistência obstinada.

2 Comentários (+add yours?)

  1. MARQUES FERREIRA
    nov 02, 2013 @ 13:19:57

    APRENDI MUITO, E ME SERVIU PARA MINHA VIDA ESPIRITUAL.

    Responder

    • prasilvana
      nov 08, 2013 @ 21:27:31

      Minha oração é que eu receba do Pai e publique no blog, para Ele cresça, e que muitos venham ser edificados. Fico feliz por você ter sido abençoado. Muito feliz 🙂

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: