“Ao que ele lhes disse: Vinde vós, à parte, para um lugar deserto, e descansai um pouco. Porque eram muitos os que vinham e iam, e não tinham tempo nem para comer” (Marcos 6:31).

Um membro de igreja aproximou-se de seu pastor e disse:  – “Eu liguei para você na segunda-feira mas não o encontrei”. –  O pastor explicou que era seu dia de folga e que havia saído com a família. – “O que?” falou com espanto e demonstrando toda a sua “santa” indignação, – “o diabo não tem um dia de folga”. – “Você está certo,” disse o ministro, “ e se eu não tiver um dia de folga, apenas seria igual a ele!”.

Muitas vezes, na ânsia de servir, de mostrar toda a nossa capacidade, de tentar alcançar nossos sonhos e até de demonstrar nossa santidade e espiritualidade, enveredamos por uma estrada de grandes esforços que só nos levará ao cansaço e decepções.

Trabalhar bem não significa trabalhar sem parar. Servir, com dedicação, a Deus, não significa doar-se completamente, deixando de lado nossas obrigações pessoais e familiares. O próprio Senhor ensinou isso a Seus discípulos. Se negligenciarmos os cuidados do lar, do marido e esposa, dos filhos e do nosso relacionamento com a sociedade, todo o nosso trabalho incessante e espiritual, de nada servirá.

É necessário um equilíbrio, um esforço consciente, um descanso para recuperar forças e novos aprendizados. Um trabalho menor, mas de melhor qualidade, é muito mais importante e de maior valor para todas as áreas de nossa vida.

Eu gosto do texto bíblico que fala da grande pescaria no Mar da Galiléia. O grande milagre não aconteceu após o trabalho de toda uma noite, mas, após um pequeno intervalo onde os discípulos pararam para descansar e limpar suas redes.

Se o cansaço de muitas tentativas, sem sucesso, tem lhe desanimado, lembre-se do ensino do Mestre. Pare um pouco, descanse no Senhor, busque Sua direção e ensinamentos. Ele renovará suas forças, seu vigor espiritual, sua fé e sua esperança. Você verá que, debaixo de Sua graça, as bênçãos serão maiores e o trabalho menor.

Texto enviado pelo Pr. Sergio Tochi

grande abraço

Anúncios