Gosto de assistir filmes, principalmente quando me ajuda a refletir em alguma coisa importante. Estava assistindo o filme “Contato”, filme dirigido por Robert Zemeckis, lançamento em 1997, baseado no romance do cientista norte-americano Carl Sagan, tendo como atriz principal Jodie Foster, uma cientista que tinha por meta provar a existência de vida em outros planetas.

Não sei se esta busca constante por uma explicação lógica quanto à criação de tudo, é para negar a existência de Deus, ou se para provar a grandiosidade d’Ele. O fato que no final do filme ela consegue este “contato”, e de uma forma poética descreve o que vê.

Por mais bela que seja estas super-produções, elas não conseguem colocar nas telas a beleza infinda do que é o Universo. A cientista do filme afirma que não fazia idéia de como era belo o e como era imenso, gosto das palavras que ela usou: “- acho que mandaram um poeta pra fazer tudo isto….”

A forma como Deus formou todas as coisas, poetas não conseguem colocar em suas rimas e prosas, o SENHOR esta acima das palavras, sua beleza é indescritível. Pela fé contemplamos o universo e a vontade que arde no coração é de entoar louvores como o rei Davi fez no Salmo 104, (separei alguns versículos)

Bendize, ó minha alma, ao SENHOR! SENHOR Deus meu, tu és magnificentíssimo; estás vestido de glória e de majestade. Ele se cobre de luz como de um vestido, estende os céus como uma cortina. Põe nas águas as vigas das suas câmaras; faz das nuvens o seu carro, anda sobre as asas do vento. Faz dos seus anjos espíritos, dos seus ministros um fogo abrasador. Lançou os fundamentos da terra; ela não vacilará em tempo algum.

Tu a cobriste com o abismo, como com um vestido; as águas estavam sobre os montes. Å tua repreensão fugiram; à voz do teu trovão se apressaram. Subiram aos montes, desceram aos vales, até ao lugar que para elas fundaste. Termo lhes puseste, que não ultrapassarão, para que não tornem mais a cobrir a terra.

As árvores do SENHOR fartam-se de seiva, os cedros do Líbano que ele plantou, Onde as aves se aninham; quanto à cegonha, a sua casa é nas faias. Os altos montes são para as cabras monteses, e os rochedos são refúgio para os coelhos. Designou a lua para as estações; o sol conhece o seu ocaso. Ordenas a escuridão, e faz-se noite, na qual saem todos os animais da selva.

O SENHOR, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas.

A glória do SENHOR durará para sempre; o SENHOR se alegrará nas suas obras. Olhando ele para a terra, ela treme; tocando nos montes, logo fumegam.

Cantarei ao SENHOR enquanto eu viver; cantarei louvores ao meu Deus, enquanto eu tiver existência. A minha meditação acerca dele será suave; eu me alegrarei no SENHOR. Desapareçam da terra os pecadores, e os ímpios não sejam mais.

Bendize, ó minha alma, ao SENHOR. Louvai ao SENHOR.

Você não precisa de uma superprodução para entender que tudo foi criado por Ele, para glória dEle, e nos presenteou com esta criação, aliás, somos a coroa da criação do Eterno.

Um louvor pra sua meditação, ouça………… grande abraço

Anúncios