Concordando com Deus

Texto extraido da Biblia da Mulher, adaptaçã0 Pra Silvana S. Santos

 

A confissão é um elemento importante na adoração a Deus no Antigo e Novo Testamento. Declaração e conhecimento são parte da confissão de fé cristã. As escrituras convencem a pessoa a reconhecer o pecado e a receber perdão, como em:

 I João 1:9 – “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.”

Tiago 5:16 “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.”

Jesus ofereceu confissão de fé e dedicação a Deus -“Portanto, qualquer que me confessar diante dos homens, eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.” Mat 10:32

A confissão é parte necessária da reconciliação e da restauração; seu oposto é a negação do pecado, que leva ao afastamento no relacionamento tanto com o próprixo como com Deus.

A palavra confissão é uma combinação de duas palavras gregas: homos que significa “mesmo” e lego que significar “dizer”. Na forma literal é “dizer mesmo”ou “concordar”. Somos chamados a dizer o mesmo que Deus diz sobre o pecado, ou seja, devemos ver o pecado como Deus o vê. A compreensão teológica da confissão inclui o conhecimento de pecados especificos e o reconhecimento que o pecado precisa ser perdoado.

Quando confessamos, Deus na sua infinita fidelidade e justiça nos perdoa e purificada como lemos no verso acima. A confissão é necessária para mantermos viva nossa relação com o Pai, e a comunhão com o nosso próximo.

Deus os abençoe.

Anúncios