“ – Senhor, as coisas mudaram tanto, o mundo se mostra cada vez mais no controle do inimigo, preciso de revestimento, preciso estar atento contra as ciladas, preciso ficar atento…..

  – …. já sei

 – …a armadura

– … como pude esquecer minha armadura, vou colocá-la, sei que com ela ficarei firme contra as astutas ciladas do meu inimigo, estou vendo que minha luta não é contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

– é ….. definitivamente, não fico mais sem minha armadura….

– ….mas onde esta, Jesus me ajude achá-la, para que eu possa resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firme.

 – aquiiiii…..  achei…..   Obrigada Jesus, o cinturão da verdade e a couraça da justiça, meu inimigo que é o pai da mentira não terá armas contra mim se eu estiver com elas, e toda injustiça caira por terra.

 – meus calçados, como pude deixar de usar calçados tão lindos… me deixava ainda mais forte e protegida no exercício da pregação do evangelho da paz. O profeta Isaias tem razão, “Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!”  Isa 52:7

 – aqui esta você…. 🙂 hummm que lindo meu  escudo da fé, vou dar uma polida nele…. os dardos inflamados do maligno não vão mais me atingir.

 – ainda falta alguma coisa, mas onde esta? Aqui, achei, meu capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; prometi pregá-la, disse que seria fiel, mas vacilei Senhor. Perdoe-me

 – …doce Espírito me ajude a ficar em oração em todo o tempo com toda súplica, vigiando, com toda a perseverança e suplicando por todos os santos,

(baseado no texto de Efésios 7:18)

Parece obra de ficção né…. , mas é uma triste constatação. Os servos de Deus estão abandonando suas armaduras, estão se aliando com o inimigo, desonrando o sacrifício de Jesus na busca desenfreada pelos próprios interesses. Suas armaduras estão enferrujadas, jogadas em algum canto do esquecimento.

“ Busquemos ao SENHOR, nós todos os mansos da terra, que tendes posto por obra o seu juízo; vamos buscar  a justiça, buscar a mansidão; pode ser que sejamos escondidos no dia da ira do SENHOR.” (Sofonias 2:3)

Meditem….

 

Anúncios